"Vença a si mesmo e terá vencido o seu próprio adversário." (Provérbio japonês)



“Presos ou soltos, nós, seres humanos, somos muito cegos e sós. Quase nunca conseguimos transcender os nossos estreitos limites para enxergar os outros e a nós mesmos sem projetar o nosso próprio vulto na face alheia e a cara dos outros na nossa.”

Visite meu arquivo .

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Como combater os monstros interiores




Por :  SergioGleiston


Em uma cidade chamada Mundo Interior, situada em um país chamado Coração, todos viviam amedrontados por terríveis monstros. Monstros que devoravam os filhos por causa das faltas dos pais. Monstros que destruíam famílias por conta dos pecados dos filhos. Monstros que devoravam almas e roubavam esperanças de todos.
Todos, sem exceção, em algum momento da vida, já foram atacados por esses monstros. Eles não poupam nem crianças, nem adultos; nem jovens, nem velhos; nem homens, nem mulheres; nem pobres, nem ricos. Esses monstros dilaceravam o coração das vítimas e as mutilavam de tal forma que elas não tinham mais alegria em viver. Todos não mais saíam de casa, viviam trancafiados em seu próprio mundinho, isolados e com medo de enfrentar a vida lá fora, tudo por causa do medo que sentiam de encarar esses monstros…
Evitava-se até de falar deles e, quando alguém ousava, os outros logo fechavam os ouvidos para não escutarem nada.
Mas um dia, o sábio chegou ao Mundo Interior como destemido guerreiro. Mas, ao invés de espada, trazia consigo uma caneta em uma das mãos; ao invés de escudo, uma caderneta; no lugar de uma armadura suntuosa, apenas o conhecimento.
— É verdade que o senhor veio aqui para acabar com nossos monstros? – perguntou alguém na multidão.

O sábio guerreiro nada respondeu.

— Como o senhor fará isso? – continuou o mesmo alguém – onde estão suas armas? E os seus soldados?
O sábio guerreiro olhou para a multidão e num ar de serenidade, perguntou:
— Quais são seus monstros?
Todos, um a um, foram se aproximando do sábio e contaram como eram esses monstros, quando começaram a surgir e como eles se sentiam com relação a tudo isso. O sábio anotou tudo em sua caderneta.
Por fim, depois que o último terminou, o sábio sentou no banco da praça e ficou em silêncio alguns instantes. De repente, alguém da multidão rompe o silêncio com uma pergunta:
— E aí, o senhor pode eliminar de vez todos esses monstros?

O sábio guerreiro permaneceu ainda mais uns poucos segundos em silêncio, contemplando o rosto apreensivo da multidão, e por fim respondeu:

— Não, esses monstros eu não posso exorcizá-los definitivamente…

A multidão em coro faz barulho de decepção.

— Mas nós temos muitas armas e munição e bastante dinheiro… diga qual é o seu preço que nós pagaremos – diz alguém.
— Eu nada posso fazer, mas vocês podem. Esses monstros não se combatem com armas ou com dinheiro. Embora esses monstros não possam ser extintos definitivamente de suas vidas porque sempre voltarão na menor oportunidade que vocês derem para eles, vocês podem combatê-los, não com armas, mas com palavras, pois eles têm nomes: Depressão, Fobia, Trauma, Estresse, Ansiedade, Angústia… esses monstros só se combate com o diálogo. Eu não posso eliminá-los definitivamente de suas vidas, mas vocês podem aprender a conviver com eles, basta exercitar a arte da conversa, não guardar seus problemas para si, mas desabafá-los uns com os outros e, principalmente, exercitar a arte de ouvir.
Não consta que esses monstros tenham deixado de assombrar o Mundo Interior de alguém, mas consta que, depois que se seguiu o conselho do sábio os ataques dos monstros se tornaram mais brandos e muito menos freqüentes.

Copiado daqui : Tema-livre.com



Um comentário:

Muito obrigada pela visita.
Volte sempre!!
Rejane

"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma... Todo o universo conspira a seu favor!" - Goethe "Sou sempre eu mesma,mas com certeza não serei a mesma para sempre!" Clarice Lispector

Textos no arquivo :

Mudanças


"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma... Todo o universo conspira a seu favor!" - Goethe





"Sou sempre eu mesma,mas com certeza não serei a mesma para sempre!"



Clarice Lispector