"Vença a si mesmo e terá vencido o seu próprio adversário." (Provérbio japonês)



“Presos ou soltos, nós, seres humanos, somos muito cegos e sós. Quase nunca conseguimos transcender os nossos estreitos limites para enxergar os outros e a nós mesmos sem projetar o nosso próprio vulto na face alheia e a cara dos outros na nossa.”


"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma... Todo o universo conspira a seu favor!" - Goethe





"Sou sempre eu mesma,mas com certeza não serei a mesma para sempre!"



Clarice Lispector



terça-feira, 17 de setembro de 2013

UM NOVO DESAFIO





(Saltos bem mais altos)  



Por Flavio Siqueira


Sei que nem sempre é fácil. Que às vezes da vontade de se isolar, não ter muito contato, quem sabe ir morar na selva? Ser amigo dos macacos, dos pássaros e nada mais. Imediatamente vem a culpa, a auto cobrança sobre até que ponto estamos nos tornando radicais. Pessoalmente não vejo assim.
Estamos falando sobre mudança de mente, mudança de olhar, consequentemente de posturas, escolhas, caminhos. Estamos falando sobre desconstruções profundas dando espaço a novas edificações, completamente diferentes. Saímos de uma casinha pequena, abafada, cheia de goteiras, baratas , vizinha de parede no baile funk...(rs).. e nos mudamos para uma casa maior, arejada, limpa, clara, de frente para o mar. Como não sentir-se incomodado quando voltamos ao antigo bairro?
Quando nos encontramos com os antigos vizinhos? Quando, por alguma razão, temos que andar pelas ruas esburacadas de antes? Sim, incomoda, nos sentimos deslocados, quase como seres de outro planeta. Aliás, somos sim. Não pertencemos mais ao mundo de antes a partir do momento que construímos um novo mundo dentro da gente.

Por isso, na interioridade, a percepção clara de um certo incômodo convivendo com sua paz: Ambiguidade entre o mundo novo que sou, e o mundo velho que continuo a conviver do lado de fora, afinal, precisamos trabalhar, estamos expostos a cultura de massa, as pessoas continuam no ponto onde estavam, ainda que você não esteja mais. É a vontade de separação diante da necessidade da conexão. Chegamos ao seu novo desafio!
Se no primeiro momento enxergar era prioritário, agora, depois que viu, a prioridade é saber o que fazer com isso. É fundamental entender que, por mais que às vezes dê vontade de nos isolarmos, um ser que se enxerga cresce quando aprende a fortalecer vínculos, desenvolvendo e amadurecendo as relações em busca do equilíbrio. O isolamento é um descompasso, especialmente em seres que precisam viver em sociedade. Isolar-se é desequilibrar-se, é perder a capacidade de enfrentar a contrariedade, a diferença, as discordâncias, os desafios. O amor pode se desenvolver nos ambientes difíceis.
Valorizar o silêncio, apreciar a solidão, querer ficar sozinho de vez em quando é excelente, mas isso não pode ser o dogma se sua alma. Crescemos quando nos expomos às contradições, nos desenvolvemos quando aprendemos a conviver com quem pensa diferente, com quem muitas vezes nos desagrada com seus hábitos. Esse é um passo fundamental em direção ao autoconhecimento.
Ninguém sabe tanto sobre si mesmo até que se exponha ao contraditório, se relacione com quem é diferente. Portanto, permita-se esse novo desafio.

Chegou a hora de se expor, de influenciar seus ambientes, não como "pregador" de nada, mas como vagalumezinho que aprendeu a ser sal fora do saleiro, ser humano onde os humanos se perderam, ser equilibrado onde o desequilíbrio predomina.
É mais fácil evitar o mundo inteiro e mudar-se para uma cabaninha no meio do mato, sim, é bem mais fácil. Mas não estamos falando sobre facilidades, mas sobre crescimento. Não queremos privilégios existências ou pensar que fazemos parte de algum tipo de "casta" iluminada.
Nossa iluminação se completa quando aprendo a vincular-me, quando perco o medo de me expor, quando me abro para todas as belezas e contradições do meu caminho. É nisso que mora a beleza das coisas e desse olhar parto para saltos bem mais altos.
Sigamos nessa direção!





---

2 comentários:

  1. Divulgando o novo blog: http://50nuancesdecinza.blogspot.com.br/
    É um blog de poesias e minicontos, pensamentos. Te aguardo. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi Rejane. apesar de não entrar, hoje passei para te desejar tudo de bom sempre. Estou distante na ausência, mas lembro de você. Bjs

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita.
Volte sempre!!
Rejane

"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma... Todo o universo conspira a seu favor!" - Goethe "Sou sempre eu mesma,mas com certeza não serei a mesma para sempre!" Clarice Lispector

Textos no arquivo :

Visite meu arquivo .