"Vença a si mesmo e terá vencido o seu próprio adversário." (Provérbio japonês)




quinta-feira, 17 de junho de 2010

A perfeição está em sermos imperfeitos.

http://lh4.ggpht.com/luziasn1/SD6Lz3_GanI/AAAAAAAACW8/Z3QOdcymGVE/s400/121.jpg


Gostar e confiar em si mesmo são sinais de boa auto-estima. Não encontramos a auto- estima em nenhum outro lugar senão em nós mesmos. O que nos traz satisfação é o que pensamos a respeito de nós. Podemos começar a treinar nossos pensamentos para melhorarmos nossa auto-imagem.

Todos somos humanos e nascemos com imperfeições como orgulho, vaidade, inveja, egoísmo, etc. Às vezes, comparamo-nos com outras pessoas e nos sentimos frustrados, inferiorizados, e por vezes, simplesmente o máximo.

No entanto, somos seres únicos. Não existem duas pessoas iguais, então a comparação sadia é com nós mesmos: como eu era há um ano, como sou hoje, o que quero ser amanhã. Se nos comparamos com os outros, ficamos prisioneiros de uma competição sem fim.

Claro que outras pessoas, que atingiram objetivos que também desejamos para nós, podem servir de parâmetro, modelo e estímulo para atingirmos os nossos próprios objetivos.

Todos temos imperfeições, assim como temos dons e qualidades. Às vezes não nos damos conta disso porque ficamos presos em comparar nossos “defeitos” com as qualidades dos outros, ou nossas qualidades com os “defeitos” dos outros. Então, não nos respeitamos porque não nos aceitamos como somos, com nossas qualidades, dons e imperfeições, e por conseqüência baixamos nossa auto-estima ou até podemos criar complexos de superioridade para não entrar em contato com nosso sentimento de baixa estima.

Se quiser trabalhar seu braço forte para ser ainda melhor do que já é, comece a cuidar de você respeitando o que você sente, quer e pensa. Reconheça seus valores e qualidades.

Mas também tenha coragem de reconhecer suas imperfeições, pois só assim é possível descobrir onde quer ser melhor e crescer, pois se não há reconhecimento, não há mudança. Aqui talvez eu possa dizer que a perfeição está em sermos imperfeitos, pois é assim que percebemos os sinais de onde podemos crescer para sermos melhores. As respostas não estão fora, e sim dentro de você.

Para respeitar como sou, é preciso aceitar quem sou, e para aceitar, preciso conhecer quem sou. E isso se consegue com autoconhecimento.

O autoconhecimento é o caminho para aumentarmos nossa auto-estima e nossa autoconfiança. O contrário também é verdade. Quanto menos nos conhecemos mais chance temos de acharmos que somos errados. Quando não nos conhecemos, a angústia vem e pensamos que está vindo de fora como se houvesse um impedimento real no mundo e nada podemos fazer. Se as pessoas se conhecerem bem, se forem honestas consigo mesmas, vão ver o quanto cada um é responsável pelo próprio destino.

O autoconhecimento é um processo que podemos viver de uma forma gostosa se encarar como aprendizado. Então comece a se conhecer melhor. Como? Fazendo reflexões ao final de cada dia sobre seus comportamentos e os resultados que obteve, conversando com pessoas próximas para obter pistas valiosas, fazer terapia, meditação, etc.

Comece a ver coisas, pessoas e situações sob pontos de vista diferentes. Por exemplo: imagine como um velho sábio veria determinada situação, ou como uma criança veria a mesma situação, e um “ET”, como ele pensaria a respeito desta situação... é quase uma brincadeira e você vai aprender muito com ela, solte sua imaginação. Use alguns minutos do seu dia fazendo relaxamento, ou contemple a natureza. Certamente começará a se sentir melhor, pois estará mais em harmonia com você mesmo.
Quando compreendemos melhor nosso perfil, com cada uma de suas tendências, podemos aceitar e respeitar a nós mesmos. Assim estaremos mais abertos a compreender, respeitar e aceitar o perfil das outras pessoas. Quando compreendemos o perfil das outras pessoas, é possível entender melhor o que acontece em um relacionamento e eliminar a culpa por nossas imperfeições e pelas imperfeições dos outros. Podemos perceber que apenas somos diferentes, com necessidades diferentes, anseios diferentes, e o melhor: qualidades diferentes. Podemos reconhecer que sempre fazemos o melhor que podemos mesmo quando o melhor que podemos não chega ao resultado que queremos, mas foi o nosso melhor naquela ocasião. Assim podemos nos perdoar, perdoar o outro e então abrir portas para uma mudança na direção do que realmente queremos. 



Eliana Rita Guimarães

3 comentários:

  1. Quanto mais se ama mais se sofre. A totalidade das dores possíveis para cada alma é proporcional ao seu grau de perfeição .

    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Rejane. Todos os conselhos dados no texto são altamente benéficos para o autoconhecimento. Conhecer-se é primordial para a evolução e a felicidade. Adorei o post. Beijos e ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  3. Bons conselhos. Beijos e bom de semana.

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita.
Volte sempre!!
Rejane

Visite meu arquivo .

Textos no arquivo :


"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma... Todo o universo conspira a seu favor!" - Goethe





"Sou sempre eu mesma,mas com certeza não serei a mesma para sempre!"



Clarice Lispector