"Vença a si mesmo e terá vencido o seu próprio adversário." (Provérbio japonês)



“Presos ou soltos, nós, seres humanos, somos muito cegos e sós. Quase nunca conseguimos transcender os nossos estreitos limites para enxergar os outros e a nós mesmos sem projetar o nosso próprio vulto na face alheia e a cara dos outros na nossa.”


"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma... Todo o universo conspira a seu favor!" - Goethe





"Sou sempre eu mesma,mas com certeza não serei a mesma para sempre!"



Clarice Lispector



segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Feliz dia das crianças!!

 



Feliz  dia  das  crianças!!

Por Sonia Belotti


Todos nós temos um lado criança que é uma poderosa fonte de energia criativa. 

Para saber como é a sua criança “o primeiro passo é entrar em contato com essa identidade do seu mundo interior, essa “subpersonalidade”, esse aspecto interno importante para o seu desenvolvimento humano. Se você não se lembra muito bem de como era quando criança, olhe fotografias de quando você tinha ao redor de cinco anos e pergunte-se: 
 
Como você se sentia?
Como você imagina que sentia o corpo então?
Como se sentia quando ficava triste?




E alegre?
Quais eram seus amigos?
Como se sentia em sua casa?
Como a vida parecia naquela época?
Esse resgate pode ser feito quantas vezes forem necessárias para você recuperar a conscientização do seu Self-criança.
O segundo passo é integrar este aspecto seu, tornando-o harmonioso com a pessoa que você é hoje. Uma das formas de promover este “encontro” é fazer uma visualização, um dos recursos mais utilizados em diversos tipos de terapia para facilitar mudanças nos nossos padrões de comportamento e que você pode fazer, mesmo sozinho.
Procure lembrar-se de um lugar especialmente seguro para você e pense em uma pessoa em quem você confia totalmente, alguém que o ajudou em sua vida. Pode ser qualquer pessoa.
Coloque-se numa posição bem cômoda e relaxe totalmente. Feche os olhos. Se sentir que há algum medo, distração ou entrave emocional incomodando-o, trate de tirá-los do caminho: visualize uma caixa e deposite todos eles dentro da caixa. Depois, com serenidade, deixe-os irem embora.
Se perceber algum incômodo físico, solte-se para não se distrair. Vá tomando consciência das batidas de seu coração, de sua respiração. A cada batida, a cada respiração, sinta-se mais próximo de você mesmo.
Agora, quero que visualize seu lugar seguro, seu lugar especial. Observe-o em sua mente com todos os detalhes possíveis. Como é este lugar? Que cores tem? Que odores? Que textura? Este é um lugar sagrado para você... Perceba, sinta, veja a si próprio parado no meio desse lugar, totalmente seguro, seu paraíso privado. Fique um pouquinho de tempo sentindo este seu lugar.
Vai chegar ao seu lugar sagrado, bem perto de você, aquela pessoa especial na qual você pensou antes. Acompanhe sua chegada. Ela será seu mentor... Dê-lhe as boas-vindas. Pergunte a ela (ou ela, é claro!): “Do que é que eu mais necessito neste momento”. Ouça com atenção o que ela diz! Sente-se com seu mentor e tenha uma conversa objetiva sobre o que está precisando nesta fase da sua vida.
Enquanto fala com o mentor, ouça um barulho. Vire-se e veja uma criança. A criança é claramente você, mais ou menos aos cinco anos de idade. Olhe para ela e reconheça-se nela quando tinha aquela idade.
Estenda a mão para essa criança. Dê-lhe as boas-vindas. Fale com ela. Pergunte como vai e conte a ela como você vai... Enquanto conversam, a criança aconchega-se no seu colo.
Agora, diga a esse menino (ou a essa menina) como vai fazer para assegurar-lhe que a partir de agora ele seja escutado e valorizado. Tenha uma conversa com essa criança. Ela está agora sentada em seu colo. Abrace-a, tranqüilize-a. Dê-lhe amor. Fale com ela com carinho.
Enquanto conversa com a criança, seu mentor se aproxima e abraça vocês. Ele afirma que vocês estão fazendo as coisas muito bem. Estão fazendo tudo muito bem. Agora, veja a criança sair do seu colo. O mentor então toma-a pela mão. Você se une a eles. Os três juntos deixam o lugar seguro e vão brincar juntos.
Logo que visualizar isto, vá se preparando para "acordar" e volte. Abra os olhos lentamente.... Bem devagar, vá tomando consciência de onde você está. Sem pressa, sinta seu corpo, mexa-se. Agradeça a si mesmo por esta experiência, por este encontro.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada pela visita.
Volte sempre!!
Rejane

"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma... Todo o universo conspira a seu favor!" - Goethe "Sou sempre eu mesma,mas com certeza não serei a mesma para sempre!" Clarice Lispector

Textos no arquivo :

Visite meu arquivo .