"Vença a si mesmo e terá vencido o seu próprio adversário." (Provérbio japonês)



“Presos ou soltos, nós, seres humanos, somos muito cegos e sós. Quase nunca conseguimos transcender os nossos estreitos limites para enxergar os outros e a nós mesmos sem projetar o nosso próprio vulto na face alheia e a cara dos outros na nossa.”

Visite meu arquivo .

domingo, 27 de setembro de 2009

AME A TI MESMO COMO SE FOSSE O PRÓXIMO




                        

             Procurando a alma gêmea

     





Encontrar a alma gêmea é, hoje em dia, sonho acalentado por muitos, uma promessa de amor, felicidade e harmonia que buscamos sem saber bem como.

Esta busca foi por muitos anos a agulha da minha bússola, na trajetória pela vida.
Tive até hoje pelo menos tres "encontros de alma gêmea", que invariavelmente me conduziram à decepção e à dor.
Tais fracassos me fizeram deixar esta procura um pouco de lado, ao mesmo tempo em que passei a pesquisar meu próprio centro.

Até que finalmente compreendi: quero tanto encontrar a alma gêmea... - "Gêmea de quem?" - passei a perguntar, se nem sei exatamente quem sou!

As almas gêmeas que encontrei no passado eram mesmo bem gêmeas da pessoa que eu era na época, uma pessoa que eu rejeitava, depreciava e, pensando bem, não amava nem um pouco.

Eu olhava no espelho e torcia o nariz: - "Porque tenho que ser esta mulher estranha, acima do peso, problemática e triste?" eu dizia pra mim mesma, esperando que o príncipe encantado viesse me resgatar do pesadelo, me transformando milagrosamente em princesa consorte - doce e linda - de um momento para o outro.

Mas o feitiço saia sempre ao contrário e os príncipes é que acabavam se tornando sapos, me humilhando e fazendo com que eu me sentisse mais insignificante do que uma mosca que eles não queriam comer.

Cheguei a pensar que esta estória de alma gêmea não passava de ilusão; hoje acredito que o destino me preservou.
Quando encontrar a "Alma", quero que seja gêmea de um Eu que eu possa amar e admirar, tanto ou mais do que acredito poder amar a um companheiro de vida.

Esta descoberta me conduziu a um processo de autotransformação profundo e sem trégua.

Eu mantinha como meta uma visão que tive, eu mesma mas outra mulher, leve, flexível, de roupas esvoaçantes e cabelos ao vento, pedalando numa tarde dessas ao lado do meu amor.

Aproveitei o luto da solidão, o inverno da alma, pra semear uma quem sabe primavera, perdendo as folhas mortas e podando bem curtinhos os galhos secos daquela árvore deslocada que eu não queria mais ser.

Não houve processo terapêutico em que eu recusasse mergulhar, por mais doloroso que fosse; deixei de lado as ilusões, fantasias de futuro, planos indefinidos e buscas milagrosas pra dedicar-me a um cotidiano cinzento de trabalho e luta, de pesquisa e aprendizado.
Reaprendi como respirar, como me exercitar, e, principalmente, como alimentar o corpo e a alma.
Não houve conhecimento tradicional, educação, dogma ou "verdade absoluta" que eu recusasse analizar e, se fosse preciso, descartar para sempre.
Aberta a críticas, aprendi no entanto a estabelecer um limite para os palpites da família e dos amigos: não houve pessoa que eu recusasse deixar para trás, quando abalasse demais minha autoestima em fase de conquista.


Fui abandonando pelo caminho tudo que não me servia mais: excesso de móveis, excesso de roupas, excesso de livros, excesso de quilos, excesso de expectativas.





Fui me depurando, cozinhando a mim mesma sob pressão, até chegar ao básico, ao fundamental, à verdadeira essência, esta, certamente, um perfume raro e único: eu mesma.




Não aprendi a gostar de mim: simplesmente, me transformei na mulher que eu já amava em sonhos. Tornei-me uma companhia deliciosa e bela para os momentos de reflexão e relaxamento que me proporciono cotidianamente.



Minha alma gêmea? Deixo-a solta, a flutuar no tempo e no espaço.



Quando a encontrar, saberei gêmea de quem é.
E sendo gêmea de um ser humano tão especial, tão escolhido, tão bem amado, será também assim: especial, escolhida, bem-amada, atuante e acolhida neste universo amigável, maravilhoso, harmonioso e rico em que vivemos.

E que está bem vivo, pulsando, pleno de alegria, dentro de cada um de nós.

                                                                Desconheço a autoria



                                             Auto- estima

Falamos tanto sobre isso, mas você sabe o que é auto-estima? Auto-estima é a opinião e o sentimento que cada um tem por si mesmo. É ter consciência de seu valor pessoal, acreditar, respeitar e confiar em si. Coisas nem sempre tão simples assim. A auto-estima, juntamente com o amor-próprio, é a base para o ser humano. É a cura para todas as dificuldades e sofrimentos. E mais, é a cura para todas as doenças de origem emocional e relações destrutivas



                    A auto-estima começa a se formar na infância




 
  A auto estima começa a se formar na infãncia, a  partir de como as outras pessoas nos tratam, ou seja, as experiências do passado exercem influência significativa na auto-estima quando adultos.

Perde-se a auto-estima quando se passa por muitas decepções, frustrações, em situações de perda, ou quando não se é reconhecido por nada que faz. O que abala não é só a falta de reconhecimento por parte de alguém, mas principalmente a falta de reconhecimento por si próprio. Quando a auto-estima está baixa a pessoa se sente inadequada, insegura, com dúvidas, incerta do que realmente é, com um sentimento vago de não ser capaz. Não acredita ser capaz de ter alguém que a ame, de fazer aquilo que quer, de se cuidar, desenvolvendo assim um sentimento de insegurança muito profundo, desistindo facilmente de tudo que começa. Como ela mesma não se ama, se sujeita a qualquer tipo de relação para ter alguém ao seu lado, tornando-se dependente de relações destrutivas e não conseguindo forças para sair delas.

Quando a pessoa se ama de verdade, esse campo magnético começa a irradiar um fluxo de energia especial, que se expande sobre todas as pessoas de seu convívio, até mesmo alguém que você não conheça, quando se lhe aproxima sente um calor ou um sentimento de amor, sente vontade de ficar ao seu lado, de conversar, estreitar laços de amizade. Este encontro magnético acontece porque existe em você um fator de atração do Amor Próprio, e este só acontece quando alguém irradia telepáticamente e, logicamente, só conseguirá irradiar esta energia se realmente o estiver sentindo. É por esta razão que muitas vezes algumas pessoas não se sentem bem ao lado  de outras,  e, dependendo da situação, considerando a falta de conhecimento, é comum pensarem  que essas outras  podem estar "carregadas" .  Elas  não estão carregadas no sentido literal da palavra; o que acontece é que estão sem nenhum Amor Próprio e, desta forma,  irradiam ao espaço esta sensação de negatividade. Uma pessoa que não se ama não está preparada para atrair a pessoa certa no amor e, quando atrai alguém, certamente será a pessoa errada e futuramente verá o erro que cometeu. Muitos querem encontrar a sua verdadeira Alma Gêmea, mas como, se não existe o principal dentro dela? Toda pessoa que não se ama, pelo seu magnetismo pessoal, acaba atraindo também pessoas com mesma característica, e,  devido a esta atração começam a acontecer problemas em relação à afetividade. Acabam sempre dividindo mágoas e ressentimentos.

 Nunca poderemos dar amor, ou sermos amados verdadeiramente, se não formos os primeiros a fazê- lo.
 E para isso precisamos aprender a nos nos dar amor.



Trechos  do texto sobre auto-estima 

De Rosemaire Zago






Um comentário:

  1. oi Jane, so agora vi seu blog.
    obrigada pela oportunidade de poder ver este seu trabalho tao rico.
    adorei!!!
    bjos neta

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita.
Volte sempre!!
Rejane

"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma... Todo o universo conspira a seu favor!" - Goethe "Sou sempre eu mesma,mas com certeza não serei a mesma para sempre!" Clarice Lispector

Textos no arquivo :

Mudanças


"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma... Todo o universo conspira a seu favor!" - Goethe





"Sou sempre eu mesma,mas com certeza não serei a mesma para sempre!"



Clarice Lispector