"Vença a si mesmo e terá vencido o seu próprio adversário." (Provérbio japonês)




quinta-feira, 20 de agosto de 2009

História do fracasso do sonho de Ícaro


                         

      Vídeo com música do tema:Sonho de Ícaro -Por Biafra




             Todos nós já tivemos nosso “momento Ícaro”. 

Quem foi que sempre ouviu os conselhos dos pais?

Quem nunca se impressionou com o que estava diante dos olhos e perdeu a razão?

Acho que pelo menos uma vez, ainda que isso não tenha nos custado a vida.

Na mitologia grega, Ícaro ficou famoso pela sua morte por cair dentro do Egeu quando a cera segurando suas asas artificiais derreteram.

Ícaro era filho de Dédalo, um dos homens mais criativos e habilidosos de Atenas.

Um dos maiores feitos de Dédalo foi o labirinto do palácio do rei Minos de Creta, para aprisionar o Minotauro.

Por ter ajudado Ariadne, a filha de Minos a fugir com Teseu, Dédalo provocou a ira do rei que, como punição, ordenou que Dédalo e seu filho fossem jogados no labirinto.

Dédalo sabia que sua prisão era intransponível, e que Minos controlava mar e terra, sendo impossível escapar por estes meios.

“Minos controla a terra e o mar”, disse Dédalo, “mas não as regiões do ar. Tentarei este meio”.

Dédalo projetou asas, juntando penas de aves de vários tamanhos, amarrando-as com fios e fixando-as com cera, para que não se descolassem.

Foi moldando com as mãos e com ajuda de Ícaro, de forma que as asas se tornassem perfeitas como as das aves.

Estando o trabalho pronto, o artista, agitando suas asas, se viu suspenso no ar. Equipou seu filho e o ensinou a voar.

Então, antes do vôo final, advertiu seu filho de que deveriam voar a uma altura média, nem tão próximo ao Sol, para que o calor não derretesse a cera que colava as penas, nem tão baixo, para que o mar não pudesse molhá-las.

Dédalo beijou seu filho com lágrimas nos olhos e as mãos tremendo, levantou vôo e foi seguido por ele.

Eles primeiramente se sentiram como deuses que haviam dominado o ar. Passaram por Samos e Delos à esquerda, e por Lebinto à direita.

Ícaro deslumbrou-se com a bela imagem do Sol e, sentindo-se atraído, voou em sua direção esquecendo-se das orientações de seu pai, talvez inebriado pela sensação de liberdade e poder.

A cera de suas asas começou rapidamente a derreter e logo caiu no mar.

Quando Dédalo notou que seu filho não o acompanhava mais, gritou: “Ícaro, Ícaro, onde você está?”.

Logo depois, viu as penas das asas de Ícaro flutuando no mar. Lamentando suas próprias habilidades, enterrou o corpo numa ilha e chamou-a de Icaria em memória a seu filho.
Chegou seguro à Sicília, onde construiu um templo a Apolo, deixando suas asas como oferenda.

Para alguns, Ícaro é o símbolo do intelecto que se tornou insensato, da imaginação pervertida, da falta de moderação.

Para outros, simboliza o sonho do homem de voar, de ir mais longe.



Texto copiado do blog: http://happybatatinha.wordpress.com/2007/01/26/sonhos-de-icaro/

Faça sua própria análise e interpretação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada pela visita.
Volte sempre!!
Rejane

Visite meu arquivo .

Textos no arquivo :


"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma... Todo o universo conspira a seu favor!" - Goethe





"Sou sempre eu mesma,mas com certeza não serei a mesma para sempre!"



Clarice Lispector