"Vença a si mesmo e terá vencido o seu próprio adversário." (Provérbio japonês)



“Presos ou soltos, nós, seres humanos, somos muito cegos e sós. Quase nunca conseguimos transcender os nossos estreitos limites para enxergar os outros e a nós mesmos sem projetar o nosso próprio vulto na face alheia e a cara dos outros na nossa.”


"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma... Todo o universo conspira a seu favor!" - Goethe





"Sou sempre eu mesma,mas com certeza não serei a mesma para sempre!"



Clarice Lispector



domingo, 5 de julho de 2009

Cuide de você





                       Cuidar de si mesmo 


Cuidar de si mesmo não significa apenas ter uma boa higiene,uma boa alimentação , ou ter bons hábitos rotineiros. Cuidar de sí mesmo exige de nós tempo e dedicação para cuidar de si com o mesmo grau de atenção que você daria à pessoa que considerasse mais importante do mundo. Cuidar de si mesmo” pode significar atingir uma sensação de bem-estar. Se quisermos recompensar-nos, aliviar o stress, a reparar a nós mesmos, será necessário priorizar ações que possam nos fazer sentir bem. A expressão significa tratar-se de forma amorosa e regular.



Significa saber se estamos construindo uma vida e “dando conta” de nossa vida ou apenas respondendo aos fatores de stress de uma maneira não saudável. Em seguida, apenas algumas sugestões para conseguir se sentir bem. Elas podem ser usadas individualmente, em conjunto, todos os dias ou algumas vezes por semana.



Dar uma caminhada em um parque; ler um bom livro; assistir a um filme engraçado; ouvir a música preferida; praticar thai-chi-chuan; receber uma massagem; dar uma pausa no trabalho e planejar uma fuga divertida para um período ou por um dia todo; tomar um longo banho quente; tomar um banho frio; toalhas quentes; lençóis macios e outros cuidados; ter um tempo fora de tudo e todos por alguns minutos por dia; meditar; fazer um auto-elogio (sim, podemos pensar no que consideramos admirável em nós mesmos); aprender algo novo; experimentar um novo esporte ou atividade; comprar algo divertido ou algo que nos dê prazer (vinho, velas aromáticas, cheirar flores, fazer um arranjo, presentear alguém qualquer coisa que nos traga um sorriso Um estilo de vida saudável (não perfeito!) promove bem-estar emocional e físico.


Todas estas atitudes irão ajudar a nossa energia e humor também. Considere formas não-alimentares (e o “não” às substâncias nocivas); ações que lhe dão prazer; atitudes que contribuirão para fazer você se sentir-bem todas as vezes que ouvir ou pensar na frase “cuidar de si mesmo”.




A arte de dizer Não para se sentir bem Dizer “Não” é, para muitas pessoas, uma difícil tarefa. O medo de mostrar-se antipático, não-solicito, mal educado ou qualquer outro adjetivo negativo leva as pessoas a evitarem negar o que quer que seja, mesmo que isso implique assumir compromissos com os quais não se pode lidar.

Pelo medo de dizer “Não”, muitas vezes nos comprometemos a fazer coisas que não queremos de fato fazer. Por exemplo, uma pessoa que evita comer determinado alimento não consegue dizer “Não” quando está sentada à mesa e lhe oferecem um pouco desse alimento.

Outros casos podem ainda ser pior. Existem pessoas que aceitam fazer tudo o que lhe pedem e acabam destinando boa parte de seu tempo a executar tarefas para os outros, deixando de cuidar de si mesmas.

O resultado pode ser insatisfação, estresse e aquele sentimento de ter mais coisas para fazer do que se consegue dar conta. Como evitar isso?




Simplesmente negar tudo o que lhe pedem não é uma boa idéia. É preciso entender a arte de dizer “Não” para retirar de sua vida tudo aquilo que não é essencial. Isso pode ser tanto em relação a favores que lhe são pedidos, a materiais que você acha que precisa consumir mas que na verdade não necessita, a hábitos que você tem e que pode deixar de ter.

Dizer “Não”, por mais estranho que possa parecer, pode ser uma ferramenta libertadora e, quando bem usada, pode nos ajudar a nos sentirmos melhor. nobre arte de delegar Uma das grandes reclamações do chamado mundo moderno é o excesso de coisas para fazer e a velocidade com que tudo acontece.

Essa preocupação é tão grande que chega a gerar saudosismo de tempos idos, quando os acontecimentos pareciam ser mais calmos. Ora, mas a tecnologia não surgiu justamente para facilitar a nossa vida?

O homem moderno parece ter errado quando viu que poderia ter mais tempo livre e, em vez de ir curtir a vida e cuidar de si, arrumou ainda mais trabalho. Essa concentração de atividades sobre uma mesma pessoa gera estresse e insatisfação.

A saída é dominar a nobre arte de delegar, ou seja, de passar as responsabilidades para outras pessoas e ficar apenas com a supervisão. Engana-se quem pensa que isso é exclusividade de executivos de multinacionais. Uma mãe, por exemplo, pode delegar o supermercado para a empregada doméstica, o passeio do cachorro para um dos filhos, etc.


A ideia de “se quer algo bem feito, faça você mesmo” é perigosa e pode gerar um volume de coisas maior do que o que você pode fazer. Para se sentir bem, procure aliviar isso diminuindo seus afazeres. Os resultados são bem animadores.


A arte da frugalidade para se sentir bem Um dos pontos que afeta a qualidade de vida das pessoas é o sentimento de incapacidade de realizar coisas materiais. Muita gente se sente frustrada por não ter o carro que deseja, a roupa que viu no anúncio ou as jóias que aparecem na novela. Isso acaba não deixando o indivíduo em paz consigo mesmo.



O que fazer? Praticar a arte da frugalidade pode ser a resposta. O dicionário define frugal como “um comportamento caracterizado por ou refletindo economia no uso dos recursos”.

A pessoa frugal é o contrário da pessoa perdulária, ou seja, daquela que possui um estilo de vida marcado pelo consumismo exagerado.



Para praticar a arte da frugalidade e se sentir melhor consigo mesmo é preciso refletir sobre a real necessidade de aquisição de bens materiais. Ao ver algo que você deseja comprar, como um novo modelo de carro, por exemplo, pare e reflita. Eu preciso mesmo desse tipo de automóvel, com um valor acima do que posso pagar? Se o objetivo do carro é me transportar, porque não optar por um mais barato?

Uma dica é nunca comprar nada à primeira vista. Se você sentiu o desejo de comprar, coloque em uma lista e espere cerca de um mês para ter certeza de que ainda tem aquela necessidade ou se ia comprar só por impulso.

Às vezes a propaganda e a mídia nos fazem achar que queremos uma coisa, quando na verdade podemos muito bem viver sem ela. É preciso por vezes nos conscientizarmos de que não há ninguém com uma arma apontada para nossa cabeça dizendo para comprarmos aquele vestido caríssimo que vimos no outdoor.



Libertar-se do consumismo e viver uma vida frugal pode ser a pedra fundamental para a construção de uma vida mais saudável do ponto de vista emocional, pois muito do que nos estressa está relacionado ao dinheiro.

Pense nisso e viva bem.




Texto copiado do site: www.eumesintobem.com.br



Massagem 


Cuide do seu corpo - ele merece!!

o corpo carrega toda tensão consciente e inconsciente da sua vida- cuide dele com carinho!!


A massagem é o mais antigo e simples de todos os tratamentos médicos. Nas culturas tradicionais, sobretudo no Oriente, a massagem é aceita de forma tão natural que pessoas de todas as idades podem se beneficiar com massagens regulares.

Aqui no Ocidente, embora seu valor tenha sido sempre reconhecido nos esportes, apenas recentamente seu uso se estendeu para outros campos. Massagem não é apenas um ato físico, mas tambem um ato psicológico.

A massagem pode ser estmulante ou calmante, dependendo da velocidade e intensidade de seus movimentos.

É por isso que a massagem pode fazer com que uma pessoa se sinta alerta e pronta para correr numa maratona ou, por outro lado, descansada ou sonolenta.

Ela pode aliviar as tensões, eliminar dores de cabeça, relaxar musculos tensos e doloridos e banir a insônia.

Amassagem pode ainda proporcionar condições para a recuperação, ao induzir uma sensação de bem-estar. Muitos de meus clientes afirmam que o prazer que a massagem lhes proporciona é, em si, terapêutico. A massagem pode ser um meio de contrabalançar as tensões do trabalho e as pressões domésticas.

Para um grande numero de pessoas, rigidez e dor são um modo de vida ao qual se habituaram e, com frequência, é depois que fazem ou recebem uma massagem que percebem a tensão em seus músculos, ou descobrem o quanto de sua energia é consumida pela tensão.



A massagem é uma viagem de autodescoberta, revelando como é vivienciar o prazer de um corpo que pode
respirar, prosseguir e movimentar-se livremente.


Um comentário:

Muito obrigada pela visita.
Volte sempre!!
Rejane

"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma... Todo o universo conspira a seu favor!" - Goethe "Sou sempre eu mesma,mas com certeza não serei a mesma para sempre!" Clarice Lispector

Textos no arquivo :

Visite meu arquivo .