"Vença a si mesmo e terá vencido o seu próprio adversário." (Provérbio japonês)



“Presos ou soltos, nós, seres humanos, somos muito cegos e sós. Quase nunca conseguimos transcender os nossos estreitos limites para enxergar os outros e a nós mesmos sem projetar o nosso próprio vulto na face alheia e a cara dos outros na nossa.”


"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma... Todo o universo conspira a seu favor!" - Goethe





"Sou sempre eu mesma,mas com certeza não serei a mesma para sempre!"



Clarice Lispector



sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

35 anos para ser feliz






35 anos para ser feliz
Martha Medeiros

Uma notinha instigante na Zero Hora de 30/09: foi realizado em Madri o Primeiro Congresso Internacional da Felicidade, e a conclusão dos congressistas foi que a felicidade só é alcançada depois dos 35 anos. Quem participou desse encontro? Psicólogos, sociólogos, artistas de circo? Não sei. Mas gostei do resultado.

A maioria das pessoas, quando são questionadas sobre o assunto, dizem: "Não existe felicidade, existem apenas momentos felizes". É o que eu pensava quando habitava a caverna dos 17 anos, para onde não voltaria nem puxada pelos cabelos. Era angústia, solidão, impasses e incertezas pra tudo quanto era lado, minimizados por um garden party de vez em quando, um campeonato de tênis, um feriadão em Garopaba. Os tais momentos felizes.

Adolescente é buzinado dia e noite: tem que estudar para o vestibular, aprender inglês, usar camisinha, dizer não às drogas, não beber quando dirigir, dar satisfação aos pais, ler livros que não quer e administrar dezenas de paixões fulminantes e rompimentos. Não tem grana para ter o próprio canto, costuma deprimir-se de segunda a sexta e só se diverte aos sábados, em locais onde sempre tem fila. É o apocalipse. Felicidade, onde está você? Aqui, na casa dos 30 e sua vizinhança.

Está certo que surgem umas ruguinhas, umas mechas brancas e a barriga salienta-se, mas é um preço justo para o que se ganha em troca. Pense bem: depois dos 30, você paga do próprio bolso o que come e o que veste. Vira-se no inglês, no francês, no italiano e no iídiche, e ai de quem rir do seu sotaque. Não tenta mais o suicídio quando um amor não dá certo, enjoou do cheiro da maconha, apaixonou-se por literatura, trocou sua mochila por uma Samsonite e não precisa da autorização de ninguém para assistir ao canal da Playboy. Talvez não tenha se tornado o bam-bam-bam que sonhou um dia, mas reconhece o rosto que vê no espelho, sabe de quem se trata e simpatiza com o cara.

Depois que cumprimos as missões impostas no berço — ter uma profissão, casar e procriar — passamos a ser livres, a escrever nossa própria história, a valorizar nossas qualidades e ter um certo carinho por nossos defeitos. Somos os titulares de nossas decisões. A juventude faz bem para a pele, mas nunca salvou ninguém de ser careta. A maturidade, sim, permite uma certa loucura. Depois dos 35, conforme descobriram os participantes daquele congresso curioso, estamos mais aptos a dizer que infelicidade não existe, o que existe são momentos infelizes. Sai bem mais em conta.

4 comentários:

  1. [é bom "perambular" por esplanadas de letras, com vida dentro... coincidências e acasos são mitos; o caminhos errantes, não!]

    um imenso abraço

    Leonardo B.

    [estou a escutar Melanie... perfeito para meu reconforto!]

    ResponderExcluir
  2. Nesta época em que todos nós nos tornamos mais sensíveis, dediquemo-nos à reflexão sobre nossos compromissos com Ele, que ofereceu-se ao sacrifício por amor a nós.
    Natal é um precioso momento de agradecer a benção de estar vivo!
    Momento de agradecer por todas as nossas conquistas!
    Momento de entendermos também os nossos fracassos!
    Momento de compreender o poder que está dentro de nós!
    Momento de sonharmos com o nosso futuro!
    Que saibamos transformar tudo em uma boa experiência!
    Que saibamos olhar o outro e o mundo com generosidade!
    Agradeçamos pela vida, pelo que foi possível e pelo que não foi possível de ser realizado em 2009.
    Agradeçamos pelos que estão perto de nós, com os quais compartilhamos a vida, o trabalho, a dor, a alegria, os blogs.
    Abramos espaços em nossos corações e deixemos que o Menino Jesus faça dele a sua morada e realize em nossas vidas seu plano de amor.
    Que você vibre com alegria em todos os momentos e que neles esteja sempre presente o Amor!
    Feliz Natal e um 2010 recheado de alegrias.

    ResponderExcluir
  3. Ah!! se tivessemos a sabedoria que temos hoje com a idade que tinhamos ontem....... Hummm..... talvez não teria graça.
    Beijos e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  4. Gosto muito "do ponto de vista" que essa gaúcha, pra lá de talentosa na escrita, parte ao abordar questões tão corriqueiras, temas "tão nossos".
    A maturidade, na minha opinião, é a revelação de todo potencial que já tínhamos. Aliado à permissão que nos damos, desenvolvemos a coragem "para ser", e os resultados, reforçadores, nos estimulam a continuar "mudando"...
    Ao meu ver, ela transforma a visão negativa em positiva, pois muda o foco e mostra o que nos passa desapercebido, justo pq estamos "viciados" a ver aspectos comuns. E isto faz dela uma escritora com estilo, uma mulher inteligente que conquista pelas afinidades que as pessoas encontram na leitura estimulante - que mostra a outra face. E percebo que fiz uma verdadeira apologia a M.M...rs...mas é pq gosto dela.
    Obrigada, Rejane, por tua visita tão gentil. Espero que troquemos muita figurinha, sim!
    Bjos e boa semana!

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita.
Volte sempre!!
Rejane

"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma... Todo o universo conspira a seu favor!" - Goethe "Sou sempre eu mesma,mas com certeza não serei a mesma para sempre!" Clarice Lispector

Textos no arquivo :

Visite meu arquivo .