"Vença a si mesmo e terá vencido o seu próprio adversário." (Provérbio japonês)



“Presos ou soltos, nós, seres humanos, somos muito cegos e sós. Quase nunca conseguimos transcender os nossos estreitos limites para enxergar os outros e a nós mesmos sem projetar o nosso próprio vulto na face alheia e a cara dos outros na nossa.”


"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma... Todo o universo conspira a seu favor!" - Goethe





"Sou sempre eu mesma,mas com certeza não serei a mesma para sempre!"



Clarice Lispector



sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Quero viver numa redoma de vidro .






Pseudônimo :   Sincera ao extremo .

Queixa :Eu também quero viver numa redoma de vidro, como faço?

Pode até parecer, mas não nenhum tipo de sarcasmo...falo sério!
Tive uma criação rigorosa e fui "treinada" a ver as coisas como elas realmente são, sem pinceladas ou flores. Enquanto todas as meninas brincam horas a fio com suas bonecas sonhando em ser mães, esposas ou super modelos eu ficava sempre em um canto com meus livros, refletindo sobre as incoerências da vida. Maldita infância!
Quero ter a mesma alienação e "cegueira romântica" que a maioria das mulheres (e alguns homens) têm! Estou cansada de ser realista, de ter os pés no chão e sofrer tanto.
Não me refiro apenas ao aspecto romântico de homem - mulher, mas também em relação ao mundo, de um modo geral.
Estou constantemente deprimida, com raiva de Deus, do mundo. Vejo injustiças sociais absurdas e fico num baixo astral tremendo; vejo violência, os apelos sexuais exarcebados, a mesquinharia e a hipocrisia humana ao meu redor e me sinto cada vez menor...pequena e vulnerável feito um grão de areia.
Eu me tornei uma pessoa muito amarga. Não me envolvo com mais ninguém, sentimentalmente. Agora só acredito em sexo, pois não acredito em fidelidade masculina. Porém, também não posso tirar o chapéu para as mulheres...tenho visto muita coisa cabeluda ultimamente no outro lado da força.
Eu estou doente e as bobagens otimistas que meus psicólogos tentaram me enfiar goela abaixo de nada me serviram.
Quero e necessito ver as coisas de uma maneira fantasiosa, surreal e romântica como a maioria! Quero fechar meus olhos para a realidade! Como faço isso??? Como transformo meu mundo cruel e um jardim todo cor-de-rosa?
Não é sarcasmo, eu realmente preciso dessa fórmula...me ajudem.



*Resposta escolhida pelo autor da pergunta   -escolhida entre várias que foram dadas.


Nobre menina Sincera ao Extremo, viver numa redoma de vidro, alheia aos problemas ao teu redor não é uma atitude sábia. E, creia-me, também falo sério!

Tua educação foi primorosa, pelo que escreves, contudo brincar de bonecas ou sonhar com um futuro nas passarelas deve fazer parte dos sonhos das adolescentes.

Não se trata de alienação ou cegueira romântica, mas de desejos que todos temos. Devias agradecer aos teus pais a educação que te ofereceram, ao invés de amaldiçoares o que tantos penam para conseguir e o máximo que alcançam é uma escola pública onde a qualidade do ensino deixa a desejar.

Há que se ter um pé na realidade, sempre, mas reafirmo: sonhar é preciso, tanto quanto trabalhar, batalhar, viver. Faz parte do ser humano desejar.

Julgo que estás tomada pelos males e a inquietação da depressão que nos levam a ver um mundo negro e a duvidar da existência de nobres e bons sentimentos. Urge que te cuides, a depressão é uma doença sorrateira que cega e se apodera de nossas mentes nos momentos mais inesperados.

Saibas que o mundo é violento, apelativo, hipócrita... Tenhas a certeza da vulnerabilidade que nos deixa tão pequenos ante os perigos do mundo moderno.

Existe malícia, inveja, falsidade, desamor... Amargura, desprezo, infidelidade, enfim... Contudo se a cada constatação que fazemos nos desiludimos com o mundo, a natureza e as pessoas, sobrarão apenas as mazelas.

Não quero que minha escrita tenha a conotação fantasiosa do papo dos psicólogos, sei menos que eles, mas vivi mais que você, disto tenho a certeza. E mesmo tendo visto tudo que vi, mantenho a minha fé na criatura humana. O meu mundo longe de ser cor-de-rosa é um mundo colorido e vibrante.

Fazem parte da minha realidade os bons e os maus, os sonhadores e os realistas, o bem e o mal. Não tenho o dom de excluir aquilo que não me agrada, mas tenho o fantástico poder de conviver com todo o tipo de coisa, sem permitir que me deprimam os atropelamentos ou os assaltos, os estupros ou os assassinatos.

Temos que agradecer por ter vida e por sabermos que enquanto há vida, há esperança em um mundo melhor. Se não um mundo - seria esperar demasiado - mas um ou outro ser humano melhor.

Compreendes-me, pois não?

Catarina De Órleans e Bragança


 Pode conferir   :   http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20090801192743AAe84Uu



  Veja os videos abaixo  - Tema: em busca da felicidade

                                          


                   





























































2 comentários:

  1. Rejane
    Infelizmente essa menina tem a doença do século.
    A grande benção é haver pessoas como a Catarina de Órleans e Bragança espalhadas por aí, levando um pouco de alento, esperança e luz aos corações deprimidos.
    Dizem que uma andorinha não faz verão.....
    eu digo que ela pode ser o inicio dele.
    beijos e ótimo fim de semana

    ResponderExcluir
  2. compliicado esse mundinho,né!temos que aprender a lidar melhor com o que somos e nos conhecermos mais para saber como funcionamos melhor...bjosss e amei o texto!

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita.
Volte sempre!!
Rejane

"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma... Todo o universo conspira a seu favor!" - Goethe "Sou sempre eu mesma,mas com certeza não serei a mesma para sempre!" Clarice Lispector

Textos no arquivo :

Visite meu arquivo .